Publicidade

sexta-feira, 21 de setembro de 2012 NBA | 00:13

DOC RIVERS DIZ NÃO SE IMPORTAR COM O LAKERS E ESTIMULA O ÓDIO DO BOSTON AO MIAMI

Compartilhe: Twitter

“Honestamente, eu não me importo com o Lakers… Eu olho diretamente para o Miami (…) Eu quero que eles (jogadores do Boston) os odeiem (jogadores do Heat). Eu quero que eles os vençam. Esse tem que ser o nosso foco”.

A frase, recortada, é do técnico Doc Rivers (foto). Ele já começou a preparar o C’s para esta temporada. Não apenas com treinos técnicos e táticos, mas mentalmente também. E esse tem que ser o trabalho de um treinador. Trabalhar todos os aspectos de um jogo. A gente bem sabe que uma partida de basquete, futebol, ou seja o que for, não se ganha apenas com treinamentos táticos e técnicos. O mental é componente importatíssimo, especialmente quando você vai forjar o caráter de uma equipe.

Ao contrário do resto do planeta, os americanos torcem de maneira diferente; civilizada eu diria. Lá não há os problemas que existem no resto do planeta quando o assunto são os torcedores de futebol.

Se José Mourinho viesse a público e dissesse que espera de seus jogadores ódio ao Barcelona, seria condenado violentamente. O mesmo para Alex Ferguson em relação ao sentimento de seus atletas quanto ao rival Manchester City. Já pensou Tite dizer que está alimentando a cólera em seu elenco ao São Paulo? E Abelão fizesse o mesmo quando o assunto fosse os confrontos contra o Flamengo? Idem para os duelos paranaenses, mineiros, gaúchos, baianos e pernambucanos.

Não dá; nem pensar. Na Europa, o treinador seria multado. Aqui no Brasil, criticado pela mídia, nada além disso, pois vivemos no paraíso da impunidade.

Na América do Norte, o maior problema que a polícia tem é conter a felicidade exacerbada de fãs na comemoração de um título. Derrotas, eliminações e perdas de campeonatos não resultam em nada; absolutamente em nada.

Nos EUA, não existem (pra sorte deles) torcidas organizadas. Essa mazela social e esportiva, além de impedir a convivência pacífica entre os fãs, deu forma às mais variadas manifestações de violência dentro e principalmente fora dos campos de futebol. Lá, eu dizia, por não haver essa praga não há que se garantir um percentual de assentos nos ginásios para torcedores adversários. Ninguém deixa sua cidade em bandos, escoltados pela polícia, para ir torcer no ginásio adversário. Se algum torcedor quiser ver seus times do coração fora de sua praça (ou se for torcedor de time de fora de sua cidade), ele compra ingressos normalmente (via internet) e senta onde o tíquete determina. Senta, vê o jogo, torce e não é molestado em nenhum momento sequer. Se for, é só chamar a segurança que ela põe pra fora do ginásio o animal que tenta inibir os sentimentos do torcedor oponente.

Por isso, Doc Rivers pode vir a público e dizer que está estimulando o ódio de seu elenco em relação ao Miami. Isso não se transfere jamais para as arquibancadas. Doc, aliás, disse já ter feito isso na temporada passada. E o resultado foi visto nos playoffs do Leste, quando o C’s foi caminhando, caminhando, caminhando e chegou à final da conferência. E, nela, vendeu caro o título ao Miami, entregando-o apenas no último e derradeiro confronto.

Mas, como disse acima, não é apenas estimulando a ira que Doc vai fazer do Boston uma ameaça ao reinado do Miami. O time tem que jogar também. É como aquela piada da mãe que foi ver o filho, lutador de boxe, numa luta decisiva. Ela sentou-se e viu que a seu lado havia um padre. O filho estava tomando uma surra e ela, desesperada, virou-se para o padre e disse: “Padre, por favor, reze para o meu filho sair dessa enrascada!” No que o padre respondeu: “Sim, eu rezo, mas seria bom se ele começasse a lutar também”.

Muitos entendem que o alviverde de Massachusetts está melhor nesta do que na temporada passada. Se não há mais Ray Allen, há o instinto matador de Jason Terry. Ele pode não ter a mão tão certeira quanto a de Allen, mas o mental de Terry é mais forte. Além disso, Jet não se incomoda nem um pouquinho sequer em sair do banco durante os jogos, papel que Doc Rivers tinha reservado a Ray-Ray e este não gostou nadinha, nadinha. Os dois “guards” do Celtics são Rajon Rondo (foto) e Avery Bradley. Jet entrará para o descanso de ambos e estará em quadra “down the stretch”, com certeza.

Além disso, há Courtney Lee também, que ajudará a formar um quarteto de “guards” para machucar o Miami e quem a aparecer pela frente. De que modo? Tirando o “front court” adversário de sua zona de conforto.

Na temporada passada, foi exitosa (desculpem o neologismo) a mudança de posição de Kevin Garnett. Por conta da contusão de Jermaine O’Neal e da falta de boas opções, Doc passou KG da ala de força para o pivô. E foi um sucesso. KG saía da área pintada e trazia consigo o pivô adversário, abrindo espaço para o jogo não apenas de Brandon Bass, que tornou-se o PF titular, mas também e principalmente do pessoal do “back court”.

Doc fará o mesmo nesta temporada. Abrirá não apenas KG, mas Bass também. E os armadores encontrarão espaços para infiltrar e pontuar. Dos quatro armadores do Boston, apenas Bradley não teve um duplo dígito de média na pontuação na temporada passada. Mas, não se esqueçam, ele foi entrando aos poucos no time por conta da lesão de Allen. Nesta temporada, com mais tempo de quadra, seguramente atingirá a meta.

Outro aspecto importante nessa tática é fazer os pixotes sofrerem faltas. Além de eles normalmente serem eficientes na linha fatal, bater lances livres, várias vezes, é tudo o que Rivers quer, pois, com isso, ele conseguirá posicionar sua defesa para o ataque adversário.

E não se esqueçam que Jeff Green está de volta depois da cirurgia no coração. Será o descanso que Paul Pierce tanto vai precisar nesta temporada. Um reserva que pode desempenhar o papel de titular quando Doc bem entender. Bola pra isso Green tem. E pode fazer um 2 e um 4 numa boa também. Um “swing player” dos bons!

Darko Milicic, recém-contratado do Wolves, o brasuca Fab Melo, o também novato Jared Sullinger e o veterano Chris Wilcox vão ajudar KG e Bass. E eu espero que Melo saiba aproveitar as chances que irão aparecer. Num primeiro momento, o primeiro reserva a entrar em quadra será Milicic.

O C’s, eu já disse isso, pra mim fará a final do Leste contra o Miami. Não acredito que o New York o faça e muito menos o Brooklyn Nets. E o Chicago sem Derrick Rose não terá forças também. O Boston é um time maduro, experiente. Conhece o caminho das pedras. É assíduo frequentador das finais. E, além disso, consegue mexer com o emocional do Miami. Paul Pierce não se intimida com LeBron James. Jet sabe o que fazer diante de Dwyane Wade. E Chris Bosh vai sofrer nas mãos de KG.

Este é o time que vai incomodar o Miami. Mas enquanto a bola não sobe, acho que o Boston, apesar de toda a sua ira e de sua competência tática e técnica, não passará de um incômodo para o time do sul da Flórida. Vai vender novamente caro o título do Leste; mas venderá. Isso, volto a dizer, antes de a bola subir.

Portanto, vamos aguardar. Pra encerrar, eu grito: volta NBA, volta logo!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

10 comentários | Comentar

  1. -10 Maurilei 26/09/2012 12:52

    Sormani, gostaria da sua opinião em relação da real chance do Spurs ser campeão novamente com este mesmo time. Desde já obrigado, abraços.

    • Fábio Sormani 26/09/2012 16:12

      Maurilei
      Acho que o SAS tem chance de ganhar a conferência e ser campeão. Mas percentualmente falando ela não é gde. No momento, não acho o SAS melhor nem que OKC e nem Lakers. E nem do que o Miami. Mas isso é no papel, é claro. Em quadra tudo pode mudar.
      Abs.

  2. -11 matheus calmon city 25/09/2012 16:27

    FALA SORMANI, MANDEI UMA MENSAGEM NO SEU TWITTER E VC MANDOU PARTICIPAR DO BUTECO! AQUI ESTOU EU, ESPERANDO POR UMA DAS MELHORES TEMPORADAS DA NBA DE TODOS OS TEMPOS!!!!! ESPERO Q DÊ HEAT, CLARO! ABRAÇOS !!! SE PUDER CARA FAÇA ALGUNS COMENTÁRIOS E JOGUE NO YOU TUBE PRINCIPALMENTE NA FASE DOS PLAY-OFFS!!!!

    • Fábio Sormani 25/09/2012 16:44

      Matheus
      Obrigado por acessar o blog.
      Qto aos comentários, aguarde: haverá surpresa — e das boas. Mas não me pergunte, pois neste momento eu não posso contar.
      Abs.

  3. -12 Ronaldo 23/09/2012 22:46

    Um time que conta com jogadores como Pierce, Garnett, Rondo, Bass e Bradley (além de Milicic, Sullinger, Melo e Jet no banco), um técnico como Doc Rivers e uma torcida consolidada e fanática como o Celtics é certamente um favorito ao título. Acho precipitada a discussão recente, no botequim, apontando o Heat e o Lakers como finalistas.

    Sormani, como seriam os “match-ups” entre o Boston e o Miami, e Boston versus Lakers? Alguma superioridade real entre estes três times?

    Aposto na final Lakers e Celtics!

    • Fábio Sormani 24/09/2012 0:00

      Ronaldo
      O Miami tem o melhor jogador da NBA na atualidade, vem embalado por um título e está prontinho. O Boston é aquilo que eu falei: um time tinhoso, que conhece o caminho das pedras. Mas eu escrevi no texto: o Miami, neste momento leva.
      Abs.

  4. -13 Paulo Roberto de Almeida 22/09/2012 18:27

    Olá, Sormani.

    Boston x Miami seria o novo Detroit x Chicago? A temporada promete!

    • Fábio Sormani 22/09/2012 21:24

      Paulo
      Ah, com certeza.
      Abs.

  5. -14 Gustavo Arruda 22/09/2012 16:02

    Olá Sormani,

    primeiramente, parabéns pelo post. Como torcedor do Celtics, fico feliz em ver um bom espaço e um bom texto dedicado ao maior campeão de todos.

    Sobre a declaração de Doc, ele está apenas mexendo com o psicológico do seu time. Doc sabe que o time a ser batido é o Heat, sabe que o Celtics tem time e bola para bater o Heat e viu que o elenco sentiu a perda na final da última temporada. Temporada essa que, diga-se, o Celtics surpreendeu e, mesmo sem o elenco inteiro e muitos sofrendo de lesão, chegou a final e fez mais bonito contra o Heat do que o próprio OKC. E Doc teve um papel fundamental nisso, colocando Allen de 6th, Garnett de pivô e transformando o mediano Bradley em um baita ala-armador.

    Nessa temporada, como torcedor, tenho motivos para acreditar: com o banco mais forte da NBA e um time titular forte e acostumado com decisões, o Celtics melhorou muito, pelo menos no papel. Enquanto falam em final de Lakers x Heat antes da bola subir, o Celtics trabalha na surdina, e creio que pode ser cotado até como um dos favoritos ao título, ao lado de Heat, OKC e Spurs (não incluo o Lakers aí não pela rivalidade, mas porque ainda precisa-se ver como se comportarão na temporada regular. Apesar do timaço, nunca jogaram juntos, com o passar do tempo creio que pode se estabelecer fácil entre os contenders).

    Abraço, Sormani.

  6. -15 Leonardo 22/09/2012 15:12

    Boa tarde Sormani,,,, quanto tempo hein?
    infelismente minha vinda a este botequim tem sido minimas desde as The Finals da Nba em q meu Miami Heat e o Lebron James en fim pode levantar seu anel de campeão….
    Com relaçao a sua frase: “Chris Bosh vai sofrer nas mãos de KG” eu terei q discordar viemente!!!! pois CB mesmo machucado… foi importantissimo para o triunfo do heat nas finais passadas…..
    No mais so agradeço por tocar este barco nos mantendo informados e entretidos no momento em q a NBA nao volta…. Alias Sormani,,, vc sabe quando ira Voltar a NBA???
    Tbm encerro por aki com sua frase: volta NBA, volta logo por favor!!!!
    Abs Sormani…

    • Fábio Sormani 22/09/2012 21:19

      Leonardo
      Vê se não some!
      Abs.

  7. -16 bigmanrj 21/09/2012 22:31

    Keyon Dooling não é mais jogador do Boston Celtics. Ele usava a camiseta 51. Fab Melo já escolheu a 13, mas como a session nem começou é possível que Fab possa escolher a 51?

  8. -17 Gustavo Malaquias 21/09/2012 20:24

    Mudando de pato pra ganso..
    Dei uma olhada no rosters dos times da NBA esse ano.
    Tem alguns quintetos interessantes (é, existem outros além do Miami e o Lakers rs)

    Denver: TY Lawson, Iguodala, Gallinari, Kenneth Faried e JaVale McGee (time muito bom e jovem!)
    Wolves: Rubio, Brandon Roy, Kirilenko, Love, Pekovic
    Knicks: Kidd, Iman Shumpert, Carmelo Anthony, Stoudemire, Tyson Chandler

    • Diogo 21/09/2012 23:48

      O do Golden State tb é muito interessante: Curry, Jack, Jefferson (Barnes), Lee, Bogut. E ainda tem o do Spurs que sempre tá chegando, com Parker, Ginobili, Jackson (Leonard), Blair (Diaw), Duncan

    • Gustavo Malaquias 21/09/2012 22:42

      Verdade! Tem os Sixers também! Mas acho que eles dependerão muitoooo da saúde e da mente do Bynum…quem sabe ele não arrebenta?
      Gosto muito do basquete desse Jrue Holiday, ele é rápido, ágil, inteligente e tem boa infiltração. Se o Bynum resolver deslanchar vão dar trabalho…

    • Fábio Sormani 21/09/2012 20:58

      Gustavo
      No papel tudo mto bonito, concordo com vc. Vamos ver se na quadra funciona. Não se esqueça do Philadelphia: Jrue Holiday, J-Rich (Evan Turner), Thaddeus Young, Lavoy Allen e Andrew Bynum. Vamos ver.
      Abs.

  9. -18 Bruno 21/09/2012 16:26

    Volta logo, volta logo e o q todos queremos Sormani, to cansado de futebol quero basquete de 1ºmundo.
    abs.

    A minha opnião e que Heat x Thunder vão fazer a final novamente.

  10. -19 Sandro Corrêa 21/09/2012 15:45

    Sormani…

    Esse time do Boston e encardido! Time perigoso demais, e esse ano sem nao de o azar de perder tantos jogadores, os verdinhos podem realmente ganhar o Miame…Esse banco do Boston essa temporada melhorou, Doc ganhou opções. Mas mesmo axando o Boston muito forte, axo que o Miame chega sim as finais, so que esse ano axo que vai ser bem mas complicado que temporada passada…Esse lado Leste to interessado em ver como Sixers,Knicks e Nets vao se comportar…Faço coro junto contigo…
    VOLTA NBA!!!!!!!!!

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última
  5. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.