Publicidade

sábado, 19 de maio de 2012 NBA | 19:56

TÁTICA NOJENTA DO ‘HACK-A-SHAQ’ MANCHA VITÓRIA HISTÓRICA DO SAN ANTONIO DIANTE DO CLIPPERS

Compartilhe: Twitter

O San Antonio acabou de vencer o Clippers. Fez 96-86 em pleno Staples Center de Los Angeles. Abriu 3-0 na série semifinal do Oeste, tendo somado seu 17º jogo sem derrota. Sete deles nos playoffs, o que significa um recorde da franquia. Some-se a isso o fato de que o Spurs é o único time invicto nesta fase decisiva do campeonato.

O terceiro quarto, se você não acompanhou o jogo, foi arrasador. O SAS impôs uma corrida de 26-8, que, somada ao segundo (32-20), totalizou um “score” de 58-28 nesses 24 minutos referidos. Foi um espetáculo. Nenhum reparo. Tim Duncan, vamos particularizar, foi o comandante do time nesses dois períodos. Neles, ele anotou todos os seus 19 pontos e pegou sete de seus 13 rebotes.

Há muito mais a dizer da beleza desta vitória alvinegra. Mas ela ficou manchada pela nojenta tática do “Hack-a-Shaq”, que Gregg Popovich tanto gosta de empregar em jogos difíceis quando ele observa, através das estatísticas, que o adversário tem um jogador vulnerável na linha do lance livre. No caso deste confronto diante do Clips, a vítima foi Reggie Evans. O pivô do time californiano era abraçado por Boris Diaw, a mando de Popovich, de modo constrangedor. Foi aos lances livres em quatro oportunidades e acertou apenas dois. No total, Evans fez 3-10; horrível.

Mas horrível mesmo foi o Popovich fez e faz. Por causa disso e de outras coisas é que eu não vou com a cara dele. Popovich e o San Antonio não precisam disso. Mas Popovich, infelizmente, parece mesmo ser um ser medíocre, para não dizer desprezível. Um campeão que não faz parte da linhagem dos grandes nomes da história do esporte mundial.

Como disse, nojento. Ou abominável, asqueroso, repugnante. Enfim, escolha o adjetivo que você quiser se você faz parte da turma do lado de cá.

Autor: Tags: , , ,

20 comentários | Comentar

  1. 0 Marcelim 20/05/2012 19:54

    No Brasil do Neymar cai-cai e dos jogadores simuladores de falta, isso nem é tão grave assim. E convenhamos, os caras ganham milhões de dólares, deveriam treinar arremessos. O Lakers deve ter perdido só uma ou outra falta na única vitória contra o OKC. Igualaram o recorde anterior, cobrando 28 faltas sem errar. E Poppovic é milico, e como se sabe, para militar o importante é ganhar a guerra, não importa como.

  2. -1 Luiz Fernando Oliveira 20/05/2012 17:34

    Sormani,também não gosto desse “modus operandi” do Pop,mas ainda sou fã desse cara e de sua capacidade de regenerar o Spurs a cada temporada,mas isso não quer dizer que vou aplaudir tudo que ele prega e faz,apesar de achar também que aregra da NBA devia ser como a da FIBA,para não causar esse tipo de conduta,isso me lembra muito da época que o o Muricy era do São Paulo e pressionava tudo que era juiz principalmente em jogos importantes,assim como Popovich ele é obcecado por vitória,mas até q ponto isso é válido?existem profissionais vencedores que não precisam desse tipo de conduta.

    • Fábio Sormani 20/05/2012 23:12

      Luiz Fernando
      Eu vou discordar de vc, pois o Muricy é o único treinador top do Brasil que não pentelha a arbitragem.
      Abs.

  3. -2 Felipe Botucatu! 20/05/2012 15:00

    Sormani.. esse é o ano das risadas!!! Não Me aguento de tanto rir!!!

    Motivos para rir =

    Massa na F1
    Curingão na Libertadores
    Seleção do Mano
    Tom Brady perdendo Superbowl

    Miami e San Antonio tomando traulitadas!!!!
    Etaaaaaaaaaaaaa aninho bao!!!

  4. -3 Ivanbc 20/05/2012 14:58

    TODOS os times da liga fazem isso, inclusive o meu chicago bulls.

    Aliás… e fazem muito isso no meu chicago também, principalmente quando omer asik está com a bola.

    Por que o clippers não faz o mesmo quando precisa? Sabe porque? Pqp no SAS praticamente todo mundo sabe cobrar lance livre. Mérito deles.

    • Fábio Sormani 20/05/2012 15:39

      Ivanbc
      Eu NUNCA vi o Chicago fazer isso. E duvido que o Thibs se proponha a fazer isso. Aliás, eu NUNCA vi outro treinador fazer isso. SÓ o Popovich faz isso. Aliás, a bem da verdade, quem criou o “Hack-a-Shaq” foi o Don Nelson. E o Popovich é o ÚNICO que faz isso, pois os demais, com certeza, deploram isso, pois não usam deste expediente repugnante.
      Abs.

  5. -4 Felipe Botucatu! 20/05/2012 14:56

    Sormani..vamos relaxar

    Eles vão pegar o OKC na final de conferencia, ai mesmo com Hack-A-Shaq,Shaq-A-Tak,Chaka-Khan vão tomar uma traulitada.

  6. -5 Gustavo Figueiredo 20/05/2012 14:36

    é contra as regras? Machucou alguem? Entao tá valendo. Falta faz parte do jogo.

  7. -6 Sussumu 20/05/2012 13:50

    Gostaria de saber o que os norte-americanos dizem sobre essa estratégia. Afinal, a NBA tem suas regras e, principalmente, uma cultura diferente de nós, brasileiros.
    Será que lá nos States ele (Pop) é execrado também?

  8. -7 FELIPE TAVARES 20/05/2012 13:06

    Desculpa Sormani, mas eu não concordo. Muito pelo contrário, acharia uma falta de profissionalismo do Pop se ele não mandasse seus jogadores explorarem essa falha do adversário. O técnico é pago para vencer seus jogos, fazendo tudo o que estiver ao seu alcance, DENTRO DAS REGRAS. Cabe ao outro técnico reverter esse quadro. Ou coloca o cara pra treinar lance livre, ou simplesmente tira do time. Qual a diferença entre explorar essa falha do adversário (mau aproveitamento no lance livre) e explorar uma outra falha qualquer? (por exemplo, time que não é bom no garrafão, vc joga com os pivôs o tempo todo). Dá no mesmo!!!

    Vc até pode dizer que o jogo fica chato, feio, etc, e isso é a absoluta verdade. Mas acho um tanto quanto exagerado dizer que o cara é desprezível por causa disso. Mas essa é só a minha opinião…

    Abs,
    Felipe

  9. -8 Lucas Acerbi 20/05/2012 13:06

    Chorem na cama que é mais quentinho galera…

  10. -9 Luis Fernando - Itararé-SP 20/05/2012 11:28

    Olá Sormani,
    Estou desde ontem remoendo isso esperava que você escrevesse sobre o assunto, o Spurs é um grande time, adoro Duncan, Parker, Pop é um técnico brilhante, um dos melhores da história da NBA, não compreendo porque ele faz isso, é nojento, contra tudo o que mais se preza no esporte, eu estava torcendo muito para o Spurs pq acho que eles farão uma final de conferência brilhante contra o OKC, pelo Splitter mas passei a torcer contra quando o Poppovich passou a usar essa estratégia suja, eu comparo essa estratégia aquelas imbecilidades feitas aqui no futebol brasileiro, tirar gandulas do campo quando o time está na frente, cortar a luz do vestiário do adversário, fazer barulho na frente do hotel, desprezível, a NBA deveria criar um tipo de punição, dois lances livres e posse de bola para o time que sofreu a falta, é uma pena que depois de um jogo brilhante do Spurs, uma virada digna de time campeão, estejamos falando das estratégias sujas de POP, o que a mídia americana fala sobre isso? existe alguma pressão? o pessoal fica indignado tambèm ou só nós que observamos isso? abraços

  11. -10 Daniel 20/05/2012 11:15

    Belo post Sormani, tb acho essa tática asquerosa. Não sei se foi a primeira vez que foi usada, mas certamente a mais deplorável foi num jogo entre Lakers e Blazers, final de conferência, 2000 ou 2001, algo assim, jogo histórico vencido pelos Lakers.

    Shaq era seguidamente segurado sem bola e mandado pros lances livres, foi umas 10 X pra mais, um dos episódios mais feios da história do basquete.

  12. -11 Diogo Aquino 20/05/2012 10:34

    Com todo respeito Sormani, acho que você exagerou. É claro que a tática adotada pelo time do Texas não é nada elegante, mas esta lonje de ser suja ou seleal, nem sequer esta a margem da regra, ao contrário transita por ela, com a maior liberdade. Sabe que quem escreve aqui é um fã dos Bulls, que ja sofreu com marcações das mais “duras” contra Jordan, sobre tudo dos Badboys de Pistons. E acrescento ao fato que o meu jogador predileto abaixo de Jordan era o alvo para que essa tática foi criada. Ou seja, tenho meus motivos para não gostar dela. O problema é que não podemos dar a ela um status maior do que merece.

    Vale ressaltar que essa tática não é covarde inclusive,por que tem seus riscos, além do óbvio de carregar seus jogadores em faltas, também corre o risco do jogador estar em um dia bom e fazer cestas faceis, e por fim corre o risco de cometer uma falta mais grave aos olhos dos juizes. Ou seja não é só de bonus que vive o Hack-a-Shaq.

    Por fim concordo com você ao dizer que obviamente o Spurs não depende disso. Que um time com Duncan, Parker e Manu podem vecer qualquer adversário, jogando apenas o seu melhor basquete. O problema é que o jogo do Popovich é esse. è um jogo chato, metódico, e que vez por outra se baseia em táticas como essas, chatas, deselegantes, modorrentas, que qualquer um que não seja torcedor dos Spurs sente uma grande tentação para mudar de canal.

    De qualquer forma, fica a experiencia pro clippers, que tem que melhorar os LL, não só de Evans, ams de Griffin e DeAndre se relamente pensam em se tornar um time campeão.

  13. -12 Daniel Sanchez 20/05/2012 10:14

    Sorma,

    Minha opinião é a seguinte, muito mais nojento do que fazer falta no Reggie Evans é um jogador de nível NBA, que ganhará 1.30 milhões de dólares esse ano, não saber bater Lance Livres. Porque VDN não antecipou isso e colocou alguém que saiba os – Fundamentos Básicos – do jogo?

    Seria sujo colocar Kobe pra marcar um jogador menor, como fez as vezes contra Russell Westbrook?

    Ou chamar de “apelão” o Boston Celtics por tentar passar a bola pro Ray Allen no final de jogos apertados, quando o time adversário precisa parar o relógio e colocar o Celtics nos lances livres?

    Na minha humilde opinião, a torcida e as pessoas deveriam ficar mais revoltadas com a falta de empenho de alguns jogadores em aprimorar o elementar do jogo do que com quem usa as regras para vencê-lo.

    Abraço!

    • Ricardo Camilo 20/05/2012 20:19

      Qd usei o exemplo da fila, foi só para falar que furar fila não é contra a lei, assim como usar a tática ciada por Poppovic não é. Mas eu, repito, eu acho ambas as práticas antiéticas, mesmo não havendo uma ligação próxima entre as duas. Só quis citar 2 práticas que não são ilegais, mas acho imorais.

      O que mais me incomoda é que o SAS não precisa disso , mas quem acho que se não é proibido td bem, paciência. No meus tempos de peladeiro sempre tive no jogo as mesmas atitudes que tenho na minha vida, nunca tentei ganhar a qualquer custo. Mas isso cabe a cada m decidir.

    • Fábio Sormani 20/05/2012 11:35

      Daniel
      Não é isso o que a gente está discutindo. Leia o comentário do Ricardo Camilo. Ele é perfeito.
      Abs.

  14. -13 Ricardo Camilo 20/05/2012 10:07

    Poppovich não precisa disso. Mas uma vez trapaceiro, sempre trapaceiro. Não é preciso mudar as regras, existe algo chamado ética. Exemplo prático: não existe Lei que proíba alguém furar a fila para entrar no ônibus, mas se alguém entra na sua frente vc, que defende a vitória a qualquer custo, fica nervosão, né?

    Mas , como dizia: uma vez trapaceiro, sempre trapaceiro. É só se lembrar como Poppovich se tornou coach do Spurs. Talvez quem o defenda, faça o mesmo para subir na vida.

    • angelo 20/05/2012 13:53

      “Talvez quem o defenda, faça o mesmo para subir na vida.”

      Moçada pega pesado com as coisas aqui. Pra defender um ponto de vista você não tem que ofender quem pensa de modo contrário. Particularmente acho uma bobagem ficar explorando esse tipo de assunto. Se tá dentro da regra, é porque a NBA quer assim e pronto. Isso não tem nada a ver com furar a fila, que é uma conduta socialmente reprovável em qualquer lugar do mundo, já que você está se beneficiando de uma situação e prejudicando as outras pessoas. Já fazer a falta não, tá dentro da regra, o jogo é jogado dessa maneira, e quem a sofreu vai bater dois lances livres.
      Ninguém faz o “hack-a-shaq” com o steve nash, por motivos óbvios, mas faz com o Dwight Howard, por que o lance-livre é uma deficiência do jogo dele, e as regras da nba permitem que essa deficiência seja explorada. Claro que é chato ver um jogo onde isso acontece o tempo inteiro, mas dizer que isso é falta de caráter e etc., acho que vai além da conta.

    • Fábio Sormani 20/05/2012 11:34

      Ricardo
      Excelente comentário. O exemplo da fila do banco é perfeito.
      Abs.

  15. -14 Diogo 20/05/2012 4:41

    Sormani, vai me desculpar, mas acho esse tipo de pensamento estranho. Se tá na regra, tá valendo. Não importa se é bonito, feio, sujo ou limpo. Até hoje eu não entendo por que os times não comitem falta quando estão ganhando de 3 pontos no fim de jogo. Assim, os caras só tem como conseguir 2 pontos. No entanto, já vi alguns times perderem jogos por causa disso. Mesma coisa o Hack a Shaq. Tá na regra, então use. Ainda mais se significa isso vai garantir a vitória de uma série.

    Abs

    • Daniel Sanchez 20/05/2012 13:00

      Não estou discutindo, só dei minha opinião, independente do que já foi dito.

      E não faz sentido nenhum o que o Ricardo Camilo disse. Deve fazer pra ti, porque vai ao encontro da tese que você defende.

      Melhor ponderou sobre o tema o colega Diogo Aquino que mesmo contra a tal tática,lembrou que existe punição pra quem faz faltas, o jogador que as comete se penaliza e depois de seis delas, tá fora do jogo, assim como time sofre a penalização se estourar em faltas coletivas.

      Já pra quem fura fila, teoricamente não há punição. Qual a lógica da comparação?

      Houve ainda, no final do jogo, uma oportunidade em que Evans acertou os dois Lances Livres, então Pop não tinha garantia nenhuma, carregou alguns jogadores com faltas e Evans ainda poderia acertar mais LL.

      Agora, se me pagassem 1,3 milhões por ano pra jogar um esporte que chama “Bola na Cesta”, o mínimo que eu tinha que saber é o elementar do esporte.

      Abraço.

    • Fábio Sormani 20/05/2012 11:33

      Diogo
      Respeito sua opinião, mas eu acho que se é sujo, não deve ser usado. É o que eu disse: pode ser legal, mas é imoral. Se é imoral, eu não comungo. Eu penso assim.
      Abs.

  16. -15 Javaris 20/05/2012 2:48

    quando a Nba mudou a regra de marcação, e o Hack-a Shaq acontecia com o melhor defensor da historia da liga que é Dennis rodman, acho isso ridiculo e o SAS é o time que mais fez e faz isso na liga abusou dessa tactica quando Shaq jogava no Lakers mas falando da partida é inacreditavel o que esse Tony Parker ta jogando colando CP3 no bolso. Agora a partida dos Lakers foi uma piada o 4 periodo ganhando de 13 pontos e ainda perde ta dando a sindrome do Lebron em L.A e o que vc me diz do Durant perde 2 lance-livres e depois faz 5 pontos e 1 steal, ta virando clutch o mlk

    Abraço, esperando o proximo post

  17. -16 REIROM 20/05/2012 2:20

    SORMANI KOBE ENTREGOU O JOGO E A SERIE AGAIN 1 DE 8 NO ULTIMO QUARTO SORMANI….

    ALIAS LAKERS AMARELOU EM DOIS JOGOS HEIN…… SE NAO FOSSE KOBE TARIA NA FRENTE AGORA JA ERA………. KOBE E SEU EGOCENTRISMO NA RETA FINAL DEU NISSO. FORA O PASSE IMBECIL DO GASOL….

    EU ESPERAVA MAIS DESSE THUNDER……… PRA MIM LAKERS DEU DOIS JOGOS DE MAO BEIJADA PRO THUNDER……. KOBE LASTIMAVEL…………. E ISSO SORMANI

  18. -17 Erick Bruno 20/05/2012 2:20

    Quando o jogo tá no finzinho com o placar apertado o time que tá perdendo vai lá e faz uma falta pra parar o cronômetro e tentar seguir no jogo, se ele puder fazer a falta num Shaq da vida ele o fará sem nenhum peso na consciência e ninguém fala nada(é tanto que o time que tá ganhando sempre tenta passar pro melhor arremessador), agora se uma equipe faz no meio do jogo aí é feio e anti-ético.

  19. -18 Viny 20/05/2012 1:26

    Esse tipo de jogo é limpo, Pop joga com o regulamento debaixo do braço, se a NBA permite (não pune severamente a jogada) e se o jogador (Reggie Evans nesse caso) não sabe encestar o lance mais fácil do basquete, não tem há motivo para tanta revolta.

    O cara está sozinho, a poucos metros da cesta, com 10 segundos pra arremessar, se ele não sabe fazer cesta, a culpa não é do SAS!

    • Viny 21/05/2012 12:07

      Depende, se for uma bandeja livre, pode até ser, mas no lance livre você não pode levar toco e tem um bom tempo pra se concentrar…

      Como não é essa? Se o cara fosse bom não teria essa tática… como ele é ruim, faz sentido ela ser usada. Tem que explorar os pontos fracos do oponente. Um exemplo: você está marcando o Rondo, dá espaço pra ele infiltrar ou dá espaço pra ele arremessar de 3, a resposta é lógica. Então se o cara é ruim, bota ele pro lance livre, a falta é computada para o jogador e para o time, a punição é aplicada de acordo com a regra. Não vejo nada motivo pra tal “revolta” com a estratégia.

    • Fábio Sormani 21/05/2012 15:44

      Viny
      Os exemplos mencionados por vc são exemplos de jogo. O “Hack-a-Shaq” não é uma situação de jogo. É uma trapaça, tanto que só ocorre nas partidas do SAS.
      Abs.

    • Fábio Sormani 21/05/2012 12:59

      Viny
      Essas situações q vc mencionou são situações de jogo, inerente à partida. O “Hack-a-Shaq”, no meu modo de ver não é. Tanto não é que só acontece nos jogos do SAS.
      Abs.

    • Israel Pegado 20/05/2012 21:00

      Um pequeno pitaco…

      Joguei basquete 7 anos e pra mim, o lance mais fácil do basquete sempre foi a bandeja, mas em todo caso…rsrs
      Só tirando um sarro na boa Viny!

      Abraços!

    • Fábio Sormani 20/05/2012 11:29

      Viny
      A discussão não é essa. Leia o texto novamente.
      Abs.

  20. -19 Emerson 19/05/2012 23:16

    Olá, Sormani,
    Vi uma parte desse jogo, mas foi suficiente pra entender porque você não gosta dos métodos do Popovich, e também não acho legal.
    Mas a imagem que ficou na minha mente desse jogo foi o toco espetacular que o grande Tim Duncan aplicou no Blake Griffin. Sensacional!

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última
  6. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.